Wall Street fecha com novo recorde na 2ª semana seguida de ganhos

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014 19:54 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Os índices de ações norte-americanos fecharam em alta nesta sexta-feira, e tanto o Dow Jones como o S&P 500 fecharam com recordes em um amplo rali, apesar do baixo volume dos negócios com muitos participantes de mercado ainda ausentes por conta do feriado de Natal.

O Dow Jones subiu 0,13 por cento, para 18.053 pontos, o Standard & Poor's 500 ganhou 0,33 por cento, para 2.088 pontos, e o Nasdaq Composite avançou 0,7 por cento, para 4.806 pontos.

Na semana, o Dow Jones subiu 1,4 por cento, o S&P, 0,9 por cento, assim como a Nasdaq.

Os principais índices fecharam em sua segunda semana seguida de ganhos, continuando um avanço que elevou o S&P em 5,9 por cento em sete sessões. O índice de referência atingiu seu 52º recorde de fechamento no ano nesta sexta-feira, o maior desde 1995 e o quarto melhor resultado anual da história, enquanto o Dow Jones subiu pelo sétimo dia seguido, sua mais longa sequência desde março de 2013.

Os ganhos recentes vieram com dados econômicos fortes, incluindo dados do PIB dos Estados Unidos no início desta semana, assim como medidas de alívio pelos bancos centrais.

Os ganhos do dia foram amplos, com oito dos dez principais setores do S&P 500 fechando em alta no dia, e nenhum setor fechou em queda maior de 0,1 por cento. O setor de serviços públicos foi o mais forte no pregão, com alta de 1,2 por cento, enquanto o de saúde subiu 0,8 por cento.

O índice do varejo do S&P subiu 0,5 por cento no primeiro pregão depois do Natal. Entre os principais nomes, a Best Buy subiu 0,6 por cento, para 39,14 dólares, enquanto a Macy's caiu 0,3 por cento, para 64,05 dólares. A Amazon.com subiu 2 por cento, para 309,18 dólares.

"As coisas estão positivas desde que a temporada de compras coincidiu com uma ampla queda do petróleo, o que significa queda da gasolina", disse Adam Sarhan, presidente da Sarhan Capital em Nova York. "Isso se traduz em mais renda disponível, o que pode significar mais vendas para o varejo."

(Por Ryan Vlastelica)