Confiança da indústria recua 1,5% em dezembro, diz FGV

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014 08:29 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Índice de Confiança da Indústria (ICI) brasileira caiu 1,5 por cento em dezembro sobre novembro, após dois meses de alta, numa indicação de que o setor encerrou 2014 ainda patinando.

O indicador foi a 84,3 pontos neste mês, ante 85,6 pontos em novembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

Em novembro, o indicador havia subido 3,6 por cento na comparação mensal, segundo resultado positivo do ano. Na prévia de dezembro, o indicador de confiança da indústria havia recuado 0,8 por cento.

"Após dois meses em alta, a evolução do ICI em dezembro pode ser interpretada como um movimento de acomodação", disse em nota a coordenadora da Sondagem da Indústria da FGV/IBRE, Tabi Thuler Santos.

"Os sinais em relação aos próximos meses, no entanto, continuam dúbios, combinando pessimismo em relação à produção e ao emprego no curtíssimo prazo e ligeira melhora das perspectivas no horizonte de seis meses", acrescentou.

O responsável pelo resultado de dezembro do ICI foi o Índice da Situação Atual (ISA), que caiu 2,2 por cento, a 84 pontos.

O indicador que mede o grau de satisfação com o nível de demanda exerceu a maior influência na queda do ISA em dezembro, disse a FGV. O indicador recuou 6,1 por cento entre novembro e dezembro, ao passar a 76,5 pontos, revertendo boa parte da alta de 10,7 por cento registrada no mês anterior.

A proporção de empresas avaliando o nível de demanda como forte diminuiu de 8,8 por cento para 7,6 por cento, enquanto a parcela de empresas que o avaliam como fraco aumentou, de 27,3 por cento para 31,1 por cento.

O Índice de Expectativas (IE) recuou 0,9 por cento no período, para 84,6 pontos.   Continuação...