IGP-M desacelera em dezembro e sobe 3,69% em 2014, menor taxa em 5 anos

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014 13:27 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 0,62 por cento em dezembro, um pouco abaixo do esperado e após avançar 0,98 por cento em novembro, por conta da desaceleração na alta dos preços do atacado.

Com isso, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira, o indicador fechou o ano com inflação de 3,69 por cento, a menor desde 2009, quando houve queda de 1,72 por cento.

A expectativa em pesquisa da Reuters era de alta mensal de 0,69 por cento.

Segundo a FGV, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) -que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral- desacelerou a alta a 0,63 por cento neste mês, após 1,26 por cento em novembro. No ano, subiu 2,13 por cento.

Os preços dos produtos agropecuários, que compõem o IPA, avançaram 1,23 por cento em dezembro, após alta de 2,98 por cento no mês anterior.

Diante de sinais de mais pressão sobre a inflação, o Banco Central iniciou no final de outubro novo ciclo de aperto monetário, que já levou a Selic ao atual patamar de 11,75 por cento ao ano e já indicou que mais elevações estão por vir na taxa básica de juros. [nL1N0U70Z8]

Segundo a FGV, o Índice de Preços ao Consumidor, com peso de 30 por cento no IGP-M, avançou 0,76 por cento neste mês, frente à alta de 0,53 por cento em novembro.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, subiu 0,25 por cento em dezembro, contra 0,30 por cento no mês anterior.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.   Continuação...

 
Moedas de real em fotoilustração. 15/10/2010 REUTERS/Bruno Domingos