Montadoras estrangeiras enfrentam desafio de inchaço de estoque de concessionárias na China

terça-feira, 30 de dezembro de 2014 11:26 BRST
 

XANGAI (Reuters) - As montadoras estrangeiras na China podem ter dificuldades para ditar metas de vendas no futuro depois de concessionárias terem se queixado ao governo que as inflexíveis metas definidas durante um boom do mercado as obrigou a comprar muito estoque e suportar o peso de uma queda na demanda.

As fabricantes de automóveis se ativeram em grande parte às metas ao longo de 2014, vendendo carros às concessionárias conforme programado. Mas as concessionárias cortaram os preços de varejo e registraram perdas à medida que o crescimento das vendas no maior mercado de automóveis do mundo foi cortado pela metade ante a alta de 14 por cento no ano passado.

"As montadoras têm expectativas altas de mercado, mas a realidade é: a oferta excede a demanda", disse Luo Lei, vice-secretário-geral da Associação de Concessionárias de Automóveis da China (Cada, na sigla em inglês).

"No passado, as concessionárias estavam com raiva, mas não se atreviam a falar. Mas agora elas têm que gritar porque a situação está ficando insuportável", disse Luo, cuja entidade submeteu este mês um relatório às autoridades sobre a prática de transferência de estoques para concessionárias.

O relatório da maior associação de concessionárias da China pode ajudar a mudar o equilíbrio de poder em um momento em que as montadoras estão começando a alterar suas expectativas em uma economia que se expande perto de sua menor taxa em 24 anos.

A japonesa Honda Motor e a Nissan Motor reduziram suas previsões de vendas na China no mês passado, enquanto executivos disseram que a Toyota Motor deve não atingir sua meta de 2014. A alemã BMW afirmou que espera que as margens de lucro se estreitem conforme o mercado "se normaliza" ante o surto de crescimento dos últimos anos.

(Por Samuel Shen e Norihiko Shirouzu)