Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA sobem, mas mercado ainda mostra fortalecimento

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014 12:16 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego aumentou mais que o esperado na semana passada, mas a tendência manteve-se consistente com um fortalecimento sustentado no mercado de trabalho.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego aumentaram em 17 mil para um patamar de 298 mil ajustado sazonalmente na semana encerrada em 27 de dezembro, divulgou o Departamento do Trabalho nesta quarta-feira. O resultado veio após quatro semanas seguidas de declínios.

Economistas consultados pela Reuters previam reivindicações subindo para 290 mil na semana passada. Os pedidos são voláteis em todo o período do Natal.

Apesar do aumento da semana passada, a tendência nos pedidos continuou a apontar para um mercado de trabalho ganhando força.

A média móvel de quatro semanas, considerada uma medida melhor das tendências do mercado de trabalho já que minimiza a volatilidade semanal, subiu apenas 250 para 290.750. Ela vem se mantendo abaixo da marca de 300 mil por 16 semanas seguidas.

(Por Lucia Mutikani)