Levy diz que precisa de coragem para fazer o necessário para o país crescer

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015 17:49 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que é preciso coragem para fazer as mudanças necessárias para garantir o crescimento, o emprego e a qualidade de vida da população brasileira, conforme a orientação dada pela presidente Dilma Rousseff.

"A presidente deu a orientação clara dos compromissos com o objetivo da gente ter o crescimento, ter mais empregos e mais qualidade de vida", disse Levy, depois do discurso de posse de Dilma no Congresso Nacional.

"E a gente vai conseguir. Tem que ter a coragem de fazer o que for necessário para a gente conseguir isso."

No discurso, Dilma disse que a retomada do crescimento passa pelo ajuste das contas públicas, reforçando a mudança de política no seu segundo mandato, após duras críticas à política fiscal expansionista do primeiro mandato da petista.

Levy, indicado em novembro para assumir o comando da política econômica do segundo mandato de Dilma, já anunciou que o governo fará um forte ajuste das contas públicas neste ano, para buscar um superávit primário equivalente a 1,2 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

A cerimônia de transmissão de posse do Ministério da Fazenda será realizada somente na segunda-feira, dia 5, disse Levy, que ainda não anunciou a composição de sua equipe.

(Por Maria Carolina Marcello)

 
Novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy. REUTERS/Joedson Alves (BRAZIL - Tags: BUSINESS POLITICS)