Hyundai e Kia veem vendas de 2015 crescendo no menor ritmo em 12 anos

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015 07:23 BRST
 

SEUL (Reuters) - A Hyundai Motor e sua afiliada Kia Motors preveem que suas vendas este ano devem crescer no ritmo mais lento desde 2003, prejudicadas por restrições de capacidade e um iene mais fraco que deve dar a rivais japonesas uma vantagem em mercados chave.

A Hyundai e Kia, que juntas ocupam a quinta colocação em vendas de automóveis no mundo, disseram nesta sexta-feira que pretendem vender 8,2 milhões de veículos em 2015. O patamar representa alta de 2,5 por cento sobre o ano passado, no menor aumento desde 2003, quando as vendas cresceram 2 por cento, segundo dados das empresas.

A expansão --em linha com a previsão média de 8,27 milhões de veículos de cinco analistas consultados pela Reuters-- também fica atrás do avanço de 3,9 por cento nas vendas de veículos previstas para o mercado global para este ano.

"Embora o baixo crescimento continue para a economia mundial, a incerteza política cresce nos mercados emergentes e a concorrência está se intensificando entre as montadoras", afirmou Chung Mong-koo, presidente do Conselho do conglomerado familiar, em um comunicado.

A Hyundai e Kia têm visto o crescimento de vendas desacelerar desde que Chung pôs em prática uma moratória não-oficial em novas fábricas cerca de dois anos atrás para dar foco à qualidade.

As montadoras, no entanto, disseram em 2014 que iriam construir fábricas na China e no México para expandir sua capacidade global, mas a produção destas plantas não será iniciada até o ano que vem.

(Por Hyunjoo Jin)