Projeção de Ebitda recorrente da Oi indica alta de pelo menos 7% em 2015

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 14:41 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A operadora de telecomunicações Oi divulgou nesta segunda-feira a projeção para geração de caixa recorrente no Brasil em 2015, que deve crescer ante níveis do ano passado até novembro, segundo cálculos da Reuters com base em dados apresentados anteriormente pela empresa.

A companhia estimou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) "de rotina" no Brasil de entre 7 bilhões e 7,4 bilhões de reais em 2015. A estimativa leva em conta uma expansão de 0,55 por cento do PIB neste ano, e uma taxa de inflação medida pelo IPCA de 6,5 por cento no ano.

A projeção indica crescimento de ao menos 7,2 por cento ante 2014, considerando dados de Ebitda de rotina apresentados pela Oi até meados de dezembro, quando a empresa afirmou que a média de setembro e outubro havia sido de 544 milhões de reais. Com base nisso, o Ebitda recorrente da Oi em 2014 pode alcançar cerca de 6,5 bilhões de reais, já que de janeiro a setembro o valor acumulado tinha sido de 4,9 bilhões.

O Ebitda de rotina exclui ganhos e perdas pontuais que não são possíveis de prever, como vendas de ativos.

Às 14h39, a ação da Oi tinha queda de cerca de 4,6 por cento, enquanto o Ibovespa recuava 1,6 por cento.

Segundo a Oi, não é possível estimar seu Ebitda consolidado para o ano, uma vez que a venda dos ativos operacionais em Portugal e na Hungria, divulgada pela companhia em dezembro, está sujeita a diversas condições, sendo que a empresa "não pode fornecer projeções relativas ao momento do fechamento dessa transação, ou à própria ocorrência do fechamento".

Entre as condições está uma assembleia de acionistas da Portugal Telecom, que decidirá na próxima segunda-feira sobre a venda dos ativos europeus da companhia para o grupo Altice por 7,4 bilhões de euros.

(Por Marcela Ayres e Alberto Alerigi Jr.)