CORREÇÃO-Petroleira Karoon confirma descoberta na Bacia de Santos

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 15:45 BRST
 

(Esclarece no 2º parágrafo que poço Kangaroo-2 é 300 metros mais raso que Kangaroo-1, e não que está a uma profundidade de 300 m)

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A petroleira australiana Karoon confirmou a extensão de uma descoberta na Bacia de Santos, na costa de Santa Catarina, com a perfuração de um poço batizado de Kangaroo-2, que teve início em novembro, informou a empresa em nota ao mercado.

O poço de avaliação, que encontrou uma coluna de 135 metros de óleo líquido, de qualidade entre 31º e 33º API, está localizado no bloco S-M-1165, a quatro quilômetros ao sul do poço descobridor, Kangaroo-1. Kangaroo-2 é aproximadamente 300 metros mais raso que Kangaroo-1.

Um novo poço já está programado para ser iniciado em breve.

Após a conclusão das operações no Kangaroo-2, a sonda Olinda Star, arrendada com a Queiroz Galvão Óleo e Gás (QGOG), será deslocada para a perfuração de novo poço já batizado de Kangaroo-West-1, para a avaliação de um prospecto.

O contrato da sonda prevê a perfuração de dois poços e a opção de perfuração de mais dois. Segundo a empresa, caso haja descoberta nos dois poços, haverá flexibilidade para novas avaliações ou verificação de novos prospectos.

Os investimentos previstos para a perfuração Kangaroo-2 e Kangaroo-West-1 somam de 120 milhões a 150 milhões de dólares, conforme disse à Reuters o diretor-geral da Karoon na América do Sul, Tim Hosking, em entrevista concedida em outubro.

Os aportes serão feitos em conjunto com a parceira nas áreas, a canadense Pacific Rubiales, que detém 35 por cento dos cinco blocos operados pela Karoon no Brasil.

(Por Marta Nogueira)