Pescadores fazem acordo com governo e liberam canal do porto de Itajaí

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 17:40 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Pescadores encerraram nesta tarde desta terça-feira um protesto que bloqueou o canal de acesso ao porto de Itajaí (SC) e afetou a entrada e saída de navios, informou a autoridade portuária.

Pescadores bloquearam o complexo portuário catarinense na manhã de segunda-feira, em protesto contra uma medida do governo federal que impede a pesca de centenas de espécies ameaçadas de extinção, muitas delas consideradas comerciais.

O porto de Itajaí, que inclui o terminal privado Portonave, localizado no município de Navegantes, é um importante polo de exportação de carnes.

A manifestação dos pescadores terminou após o governo federal aceitar analisar as propostas da categoria.

Além dos navios de carga, um transatlântico com passageiros ficou preso no porto por conta do protesto, enquanto um navio de serviço que atende plataformas da Petrobras foi impedido de entrar no local.

A administração do porto de Itajaí e a Portonave ainda não tem estimativas do volume de mercadorias que deixou de ser movimentado neste período.

Com o encerramento do protesto, o navio da Petrobras deverá ingressar no local, assim como uma embarcação de contêineres, disse a assessoria de imprensa do porto. Já o navio de passageiros tinha previsão de zarpar às 18h15.

(Por Gustavo Bonato e Roberto Samora)