Atividade do comércio em 2014 tem desempenho mais fraco em 11 anos, diz Serasa

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015 09:26 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O movimento dos consumidores nas lojas em 2014 subiu 3,7 por cento sobre o ano anterior, registrando seu pior desempenho em 11 anos e impactado pelo fraco desempenho no setor de materiais de construção, divulgou a empresa de informações de crédito Serasa Experian nesta quarta-feira.

Segundo a Serasa, a fraca atividade no comércio foi fruto de uma combinação entre escalada dos juros, alta da inflação e menor grau de confiança dos consumidores, que ainda estão em situação de elevado endividamento.

O avanço do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, que leva em conta o volume de consultas mensais feitas por cerca de 6 mil estabelecimentos comerciais à base de dados da Serasa, ficou bem abaixo da expansão de 5,2 por cento em 2013, no resultado mais fraco desde 2003, quando havia crescido 3,1 por cento.

O resultado foi impactado pelo setor de materiais de construção, com declínio de 6,5 por cento no ano, apontou a Serasa.

Na ponta de destaques positivos, o segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas teve alta de 3,9 por cento no movimento em 2014, seguido pelo desempenho do setor de tecidos, vestuário, calçados e acessórios, com avanço de 3,4 por cento.

A atividade no setor de combustíveis e lubrificantes, por sua vez, registrou aumento de 1,2 por cento de janeiro a dezembro do ano passado. No mesmo período, o crescimento foi de 0,9 por cento no segmento de móveis, eletroeletrônicos e informática e de 0,4 por cento para veículos, motos e peças.

(Por Marcela Ayres)