Brasil perde US$9,3 bi em 2014 com fluxo cambial; dezembro tem pior resultado em 16 anos

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015 13:36 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O fluxo cambial, entrada e saída de moeda estrangeira do país, marcou em dezembro o pior rombo mensal em mais de 16 anos e com déficit recorde pela conta financeira, fechando 2014 com saldo negativo de 9,287 bilhões de dólares.

Este foi o segundo ano seguido que o fluxo fecha no vermelho, informou o Banco Central nesta quarta-feira. Em 2013, ele havia ficado negativo em 12,261 bilhões de dólares.

Só em dezembro, as saídas líquidas somaram 14,050 bilhões de dólares, pior resultado mensal desde setembro de 1998, quando o rombo foi de 18,919 bilhões de dólares.

O resultado sublinha as turbulências que vêm sendo sentidas no mercado de câmbio, em meio a quadros global e doméstico desafiadores. O dólar avançou ante o real pelo quarto ano seguido em 2014, saltando quase 13 por cento, e operadores afirmam que a perspectiva é que a divisa deve continuar subindo neste ano, mesmo com menor intensidade.

"Devemos ver uma melhora (no fluxo) no ano que vem, mas o espaço é bem limitado", afirmou o diretor de gestão de recursos da corretora Ativa, Arnaldo Curvello, acrescentando que a recuperação econômica no Brasil deve ser lenta.

Ele lembrou ainda que o cenário externo deve mostrar turbulências, sobretudo com a expectativa sobre quando o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, deve começar a elevar os juros da maior economia do mundo, com potencial para tirar recursos de outros mercados, como o brasileiro.

O BC informou ainda que, apenas no dia 2 de janeiro, o fluxo cambial ficou negativo em 1,087 bilhão de dólares.

  Continuação...