Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem e sinalizam força no mercado de trabalho

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015 11:39 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu na semana passada, somando-se a sinais de fortalecimento no mercado de trabalho.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 4 mil, para 294 mil segundo dados sazonalmente ajustados na semana que terminou em 3 de janeiro, informou o Departamento de Trabalho nesta quinta-feira.

Economistas consultados pela Reuters haviam projetado queda para 290 mil pedidos na semana passada. Os dados da semana anterior não foram revisados.

A média móvel de quatro semanas, considerada medida melhor das tendências do mercado de trabalho por eliminar a volatilidade semanal, recuou em 2150, para 290,5 mil na semana passada.

O dado permanece abaixo dos 300 mil pedidos por 17 semanas seguidas. Dados de emprego divulgados até agora indicam outro mês de fortes ganhos de emprego em dezembro.

(Reportagem de Lucia Mutikani)