Após dois dias de alta, bolsas do EUA fecham em queda

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015 20:37 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos encerraram em queda nesta sexta-feira, após dois dias seguidos de alta, após o relatório sobre o mercado de trabalho norte-americano em dezembro gerar leituras mistas sobre a economia, com o setor financeiro liderando a queda.

O índice Dow Jones caiu 0,95 por cento, a 17.737 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 0,84 por cento, a 2.044 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq caiu 0,68 por cento, a 4.704 pontos.

Na semana, o Dow Jones e o Nasdaq recuaram 0,5 por cento, enquanto o S&P 500 perdeu 0,6 por cento. Os três índices voltaram ao território negativo no ano.

A economia dos Estados Unidos abriu mais vagas que o esperado em dezembro, mas os salários inesperadamente caíram.

"Houve... ganhos muito fortes no emprego, mas, por outro lado, continuou a moderação real do crescimento dos salários. Acho que o mercado olhou para isso e ficou meio confuso sobre o que isso significa", disse o vice-presidente de Investimentos da LPL Financial em Boston, Burt White.

"Na verdade, eu acho que é o melhor cenário. Mostra que a economia dos EUA continua a crescer e reparar o mercado de trabalho, mas, ao mesmo tempo, o crescimento não existente dos salários significa que o Fed vai manter os juros baixos por mais tempo", acrescentou.

O recuo dos índices veio após dois dias de altas superiores a 1 por cento, um rali impulsionado em parte pela ata do Federal Reserve, divulgada na quarta-feira, que reafirmou que o banco central norte-americano não tem pressa em iniciar o aumento da taxa de juros.

Os preços do petróleo também caíram nesta sexta-feira, com o Brent e o petróleo nos EUA atingindo as mínimas desde abril de 2009 devido à persistente preocupação com um excesso global de oferta. O índice de energia do S&P caiu 0,8 por cento.