Executivos da Hyundai venderão fatia de US$1,25 bi em afiliada de logística, diz fonte

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015 12:19 BRST
 

SEUL (Reuters) - O presidente e o vice-presidente do Conselho de Administração da Hyundai Motor estão buscando levantar cerca de 1,25 bilhão de dólares com a venda de ações da Hyundai Glovis, disse uma pessoa familiarizada com o assunto, num movimento que poderia suavizar a sucessão no conglomerado de propriedade familiar.

A venda poderia ajudar o vice-presidente do Conselho e herdeiro, Chung Eui-sun, a comprar fatias em unidades-chave, como Hyundai Motor, Kia Motors e Hyundai Mobis, sem sujeitar a Hyundai Glovis aos regulamentos que regem as operações de defesa da concorrência entre filiais, disseram pessoas que acompanham a companhia.

"A fatia na Hyundai Glovis é o ativo mais importante para Chung Eui-sun. Qualquer venda aceleraria a sucessão na Hyundai", disse Kim Sang-jo, chefe do grupo de acionistas ativistas Solidariedade pela Reforma Econômica.

O presidente do Conselho da Hyundai Motor, Chung Mong-koo, planeja vender cerca de 1,8 milhão de ações da Hyundai Glovis. O filho único Eui-sun, maior acionista da Hyundai Glovis, pretende vender 3,2 milhões de ações, disse a fonte, que não estava autorizada a falar publicamente sobre o assunto e por isso não quis ser identificada.

Após a venda, Eui-sun deteria 23,3 por cento da Hyundai Glovis, e a participação de Mong-koo encolheria para 6,7 por cento.

Na terça-feira, a Hyundai Glovis vai oferecer ações na faixa de 264.000 a 277.500 wons (244 a 256 dólares) cada uma, um desconto de até 12 por cento sobre seu último preço de fechamento, disse a fonte.

Um porta-voz da Hyundai Glovis se recusou a comentar.

(Reportagem de Elzio Barreto e Hyunjoo Jin; reportagem adicional de Vincent Lee)

 
Logotipo da Hyundai. REUTERS/Rick Wilking (UNITED STATES - Tags: TRANSPORT BUSINESS LOGO)