Taxa de juros do cartão de crédito bate pico de 15 anos em dezembro, diz Anefac

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015 16:38 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As taxas de juros cobradas de pessoas e empresas voltaram a subir no Brasil em dezembro, com destaque para o cartão de crédito, que bateu o pico em 15 anos, divulgou nesta segunda-feira a Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

De novembro para dezembro, a taxa média do cartão de crédito subiu de 10,9 por cento ao mês (246,1 ao ano) para 11,2 por cento mensais (258,26 por cento anual), maior nível desde julho de 1999, quando os juros eram de 11,74 por cento ao mês, ou 278,9 por cento ao ano.

No cheque especial, a taxa evoluiu de 8,56 para 8,92 ao mês, o equivalente 178,8 por cento anual, neste caso o maior patamar desde setembro de 2003.

De acordo com a Anefac, todas as seis linhas pesquisadas apresentaram elevação. A média geral da taxas para pessoa física passou de 6,14 para 6,3 por cento ao mês (108,2 por cento ao ano), maior nível desde março de 2012.

No caso de empresas, as três linhas de crédito pesquisadas também subiram. A média geral para pessoa jurídica subiu de 3,49 por cento para 3,54 por cento ao mês (51,8 por cento ao ano), pico desde junho de 2012.

A pesquisa é feita com base nas taxas das 30 principais instituições bancárias do país e do comércio em sete regiões do Brasil, informou a Anefac à Reuters.

Segundo o coordenador da pesquisa e diretor executivo da entidade, Miguel José Ribeiro de Oliveira, com a alta da Selic em dezembro, para 11,75 por cento ao ano, a tendência é que ocorram novas elevações das taxas ao tomador nos próximos meses.

(Por Aluisio Alves)