Revisão tarifária extra para distribuidoras de energia é inevitável, diz Aneel

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015 20:19 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, disse nesta segunda-feira que será inevitável a revisão extraordinária de tarifas para algumas distribuidoras de energia, por conta do aumento dos gastos com a compra de energia de Itaipu e com a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Segundo Rufino, não há previsão de o Tesouro Nacional fazer aportes na CDE neste ano, apesar de no orçamento da União constar que a conta receberia 9 bilhões de reais.

Sem o aporte, o repasse à CDE a ser cobrado das tarifas dos consumidores aumentará, mas Rufino não deu uma estimativa de qual dever ser o patamar de aumento nas contas de luz ao longo do ano.

Essa reformulação dos gastos da CDE faz parte da “solução estruturante” para o setor que foi pedida pelo Ministério da Fazenda para negociar um último empréstimo junto ao setor bancário para ajudar as distribuidoras a quitarem suas contas.

Após reunião com a presidente Dilma Rousseff, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, confirmou que o governo negociará esse empréstimo, de 2,5 bilhões de reais, com os bancos.

(Por Leonardo Goy)