Opep não vai recuar, diz ministro dos Emirados Árabes sobre preço do petróleo

terça-feira, 13 de janeiro de 2015 09:18 BRST
 

ABU DHABI (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não vai reduzir sua produção para dar sustentação aos preços da commodity, mas espera que produtores de maior custo o façam, reafirmou o ministro de energia dos Emirados Árabes Unidos nesta terça-feira, enquanto as cotações recuavam para perto da mínima em seis anos.

Enquanto o ministro Suhail bin Mohammed al-Mazroui falava, o Brent caía 4 por cento, abaixo de 46 dólares por barril, após marcar queda de 5 por cento na segunda-feira, ampliando uma derrocada que já reduziu o preço do petróleo em mais de metade nos últimos seis meses.

Mazroui não deu nenhum sinal de que a Opep mudará sua postura em relação à questão. A organização tem insistido para que outros produtores, particularmente os de óleo não convencional de xisto nos Estados Unidos, reduzam sua produção.

"A estratégia não vai mudar", disse ele em uma conferência do setor de energia em Abu Dhabi.

Ao não reduzir a produção, "nós estamos dizendo ao mercado e a outros produtores que eles precisam ser racionais e, como a Opep, precisam observar o crescimento do mercado internacional de petróleo e precisam atender a esse crescimento com produção adicional".

(Por Maha El Dahan e Rania El Gamal)