Wall St. fecha em queda pelo 3º dia; energia pesa

terça-feira, 13 de janeiro de 2015 19:58 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices de ações dos Estados Unidos fecharam em queda na volátil sessão desta terça-feira, puxados por recuo em ações de setores de materiais e energia após novas quedas nos preços de commodities.

O índice Dow Jones caiu 0,15 por cento, a 17.613 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,26 por cento, a 2.023 pontos. O Nasdaq caiu 0,07 por cento, a 4.661 pontos.

O S&P 500 caiu abaixo da média móvel de 50 dias de 2.046 pontos por volta do meio-dia. Os três índices caíram de altas superiores a 1 por cento durante a sessão.

O índice de ações de habitação caiu 1,5 por cento após a KB Home divulgar uma previsão de queda na sua margem bruta do primeiro trimestre. As ações da KB Home recuaram 16,3 por cento, maior queda percentual desde 1992.

Freeport McMoRan Copper & Gold recuou 7,5 por cento, maior queda percentual do S&P 500. O índice de materiais do S&P caiu 1,7 por cento e foi o setor de pior desempenho.

     Os preços do cobre caíram abaixo de 6 mil dólares por tonelada, para o nível mais fraco em mais de cinco anos, enquanto os preços do petróleo caíram para perto de mínimas em seis anos antes de se recuperar no final do dia.

"Estamos vendo que os preços das commodities continuam a cair, não só o petróleo, mas de forma ampla. Portanto, é esse medo de preços de commodities mais baixos que levam à deflação global que está levando a esse nervosismo", disse o economista-chefe de mercado da Rockwell Global Capital Peter Cardillo.

     O índice de energia do S&P caiu 0,7 por cento, com as ações da Exxon Mobil recuando 0,4 por cento.

     O S&P 500 está agora com queda de 3,2 por cento desde a máxima de 29 de dezembro, com o movimento marcado por preocupações com a queda dos preços do petróleo, a fraqueza da economia global e potencial saída da Grécia da zona do euro.