Queda do petróleo ajuda alguns e golpeia outros nos EUA, segundo Livro Bege do Fed

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015 17:14 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - A queda dos preços de energia ajudou muitos norte-americanos a gastar mais livremente em novembro em dezembro, mas também pesou sobre aqueles cujo salário depende da indústria de petróleo, informou nesta quarta-feira o Federal Reserve, banco central norte-americano, por meio de seu Livro Bege.

De maneira geral, o relatório sobre a atividade empresarial mostrou que a economia continuou crescendo, de acordo com os relatos coletados em todo o país até 5 de janeiro.

O relatório mostrou que "a maioria dos distritos relatou ritmo 'modesto' ou 'moderado' de crescimento".

Compilado pelo Fed de San Francisco, o relatório mostrou que alguns consumidores eram incentivados pelos preços mais baixos de gasolina, que ajudaram as vendas na temporada de fim de ano no distrito de Chicago e levaram as pessoas a comprar carros de maior porte no distrito de Atlanta.

Ao mesmo tempo, o crescimento da atividade empresarial em Dallas desacelerou, com vários contatos expressando "preocupação com o efeito dos preços mais baixos de petróleo", trouxe o documento. O Texas é um importante participante da indústria de petróleo dos EUA.

Embora a produção de produtos e serviços relacionados a energia, como a perfuração de poços de petróleo, tenha aumentado, "a demanda geral por produtos e serviços relacionados a energia enfraqueceu um pouco", informou o relatório.

Os preços de petróleo têm recuado firmemente desde junho, refletindo em parte a desaceleração econômica global e a maior produção doméstica nos EUA.

(Reportagem de Jason Lange)