BC da Índia surpreende ao cortar juros e indica que mais poderá vir

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 10:35 BRST
 

MUMBAI (Reuters) - O banco central da Índia surpreendeu os mercados com corte de 0,25 ponto percentual na taxa de juros nesta quinta-feira e sinalizou que mais reduções podem vir, em meio a sinais de desaceleração da inflação e o que a autoridade monetária disse ser um compromisso do governo de conter o déficit fiscal.

Embora a ação tenha sido inesperada, reduções agressivas nos juros têm sido vistas como prováveis ao longo do ano para ajudar a economia da Índia, cujas taxas de crescimento têm dificuldades para se recuperar dos níveis mais fracos desde os anos 1980.

Agindo antes da reunião de política monetária prevista para 3 de fevereiro e do comunicado anual do governo sobre orçamento no final de fevereiro, o banco central cortou a sua principal taxa de juros para 7,75 por cento, ante 8 por cento, patamar onde permaneceu pelo último ano.

Como resultado, a taxa de recompra reversa, com a qual o banco central enxuga o excesso de liquidez do sistema bancário, também caiu em 0,25 ponto percentual, para 6,75 por cento.

"Isso demonstra a confiança do banco central no desenvolvimento do cenário de inflação e mostra que estão colocando fé no plano de consolidação fiscal do governo", disse o economista do DBS Bank Radhika Rao.

Em seu comunicado, o banco central informou que reformas e consolidação fiscal de "alta qualidade" nos setores de energia, terrenos, minerais e infraestrutura serão "críticos" para mais cortes.

(Por Clara Ferreira-Marques e Rafael Nam)