Dólar fecha em alta, após cair ao patamar de R$2,59 e atrair compradores

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 17:13 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta nesta quinta-feira, após recuar abaixo de 2,60 reais durante o pregão e atrair investidores comprando divisas aproveitando a cotação considerada barata.

A queda vista mais cedo refletiu expectativas de que a política monetária dos Estados Unidos poderá continuar frouxa por mais tempo do que o esperado e de mais estímulos na zona do euro. A perspectiva de maior rigor fiscal no Brasil também havia contribuído para o sentimento positivo no mercado doméstico.

A moeda norte-americana subiu 0,80 por cento, a 2,6422 reais na venda, após alcançar 2,5955 reais na mínima da sessão, queda de quase 1 por cento e menor nível intradia em pouco mais de um mês.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 2 bilhões de dólares.

"O dólar caiu muito recentemente, e o mercado começa a perguntar se tem fundamento para tanto", disse o operador de câmbio da corretora B&T Marcos Trabbold, ressaltando também a ação de importadores, para quem as cotações se tornaram mais atraentes.

Nos último cinco pregões até a véspera, o dólar havia recuado 3,04 por cento sobre o real.

Expectativas de que o Banco Central Europeu (BCE) adote já na semana que vem programa de compra de títulos de governos, conhecido como "quantitative easing", vêm contribuindo para aliviar o dólar nos mercados internacionais. A percepção de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, poderia ser "paciente" para elevar os juros também tem ajudado.

Isso porque, se essas expectativas se confirmarem, recursos externos tenderiam a migrar para ativos que pagam rendimentos elevados, como os brasileiros.   Continuação...