Mercado suíço cai pelo segundo dia, com franco; índice europeu de ações sobe

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015 16:03 BRST
 

Por Blaise Robinson e Francesco Canepa

PARIS (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em alta nesta sexta-feira, mesmo com o forte recuo da bolsa suíça, que continuou reagindo à decisão do banco central da Suíça de abandonar o limite que vinha impondo ao franco suíço.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em alta de 0,99 por cento, a 1.407 pontos.

O índice suíço fechou com queda de 5,96 por cento nesta sexta-feira, após recuo de 8,7 por cento na véspera.

Os mercados ficaram surpresos na quinta-feira com a decisão do banco central suíço de tirar o limite do franco que existia há três anos. Agora, é esperada uma onda de alertas sobre os lucros de empresas suíças, com bancos de investimento já começando a cortar suas projeções para os resultados de diversas empresas.

Estrategistas do Societé Générale advertiram que os dividendos pagos por empresas suíças podem ser cortados.

"O retorno com dividendos nessas empresas é fundamental, uma vez que esse é um país já com um rendimento de bônus soberanos negativo", escreveram em uma nota.

Apesar da queda na Suíça, o principal índice europeu subiu, ampliando os ganhos verificados na véspera. Os investidores entenderam que a decisão do banco central suíço significa que a autoridade monetária estava antecipando um programa do Banco Central Europeu para comprar títulos públicos, que deve dar suporte ao mercado acionário da zona do euro.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,79 por cento, a 6.550 pontos.   Continuação...