Alta da demanda no horário de pico faz ONS cortar carga de energia

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015 18:54 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou nesta segunda-feira que restrições na transferência de energia das regiões Norte e Nordeste para o Sudeste aliadas à elevação da demanda no horário de pico motivaram os cortes de carga de energia que atingiram pelo menos oito Estados do país mais o Distrito Federal.

Segundo o ONS, esses fatores provocaram a redução na frequência elétrica com consequente perda de unidades geradoras de usinas que totalizam 2.200 megawatts (MW), entre elas, Angra 1. Com desligamento de usinas, a frequência elétrica caiu a valores da ordem de 59 Hertz (hz), quando o normal é 60 hz.

"Visando restabelecer a frequência elétrica às suas condições normais, o ONS adotou medidas operativas em conjunto com os agentes distribuidores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, impactando menos de 5 por cento da carga do Sistema", disse o ONS.

A partir das 15h45, a situação foi totalmente normalizada, segundo o ONS, que vai se reunir na terça-feira, às 14h30, no Rio de Janeiro, com os agentes envolvidos para analisar a ocorrência.

(Por Anna Flávia Rochas)