China cresce 7,4% em 2014, abaixo da meta e ritmo mais lento em 24 anos

terça-feira, 20 de janeiro de 2015 07:24 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O crescimento econômico da China permaneceu em 7,3 por cento no quarto trimestre ante o ano anterior, ligeiramente melhor do que o esperado mas ainda rondando o ritmo mais fraco desde a crise financeira global, mantendo as autoridade sob pressão para conter uma desaceleração com mais força.

A segunda maior economia do mundo cresceu 7,4 por cento em todo o ano de 2014, informou a Agência Nacional de Estatísticas nesta terça-feira, abaixo da meta de 7,5 por cento e marcando a expansão mais fraca em 24 anos, piorando ainda mais o cenário para a demanda global.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o crescimento no quarto trimestre desacelerasse para 7,2 por cento ante 7,3 por cento no terceiro trimestre, atingindo o ritmo mais lento desde o primeiro trimestre de 2009, quando o crescimento desacelerou com força para 6,6 por cento.

Na comparação trimestral, o crescimento econômico enfraqueceu para 1,5 por cento contra expectativa de 1,7 por cento e ante 1,9 por cento no terceiro trimestre.

A produção industrial avançou 7,9 por cento em dezembro sobre o ano anterior, contra expectativas de aumento de 7,4 por cento e uma alta de 7,2 por cento em novembro.

Já as vendas no varejo avançaram 11,9 por cento em dezembro sobre o ano anterior, acima das expectativas de analistas de 11,7 por cento.

O investimento em ativos fixos, importante motor do crescimento, avançou 15,7 por cento em todo o ano de 2014 sobre o ano anterior, pouco abaixo da previsão de aumento de 15,8 por cento.

Uma série de modestas medidas de estímulo ao longo do ano fizeram pouco para impedir que a economia desacelerasse frente ao enfraquecimento do mercado imobiliário, excesso de capacidade industrial, enfraquecimento do investimentos e exportações erráticas.

(Reportagem de Kevin Yao)