BC da Turquia corta juros após inflação desacelerar e sob pressão política

terça-feira, 20 de janeiro de 2015 11:30 BRST
 

Por Ece Toksabay

ISTAMBUL (Reuters) - O banco central da Turquia reduziu sua principal taxa de juros em 0,5 ponto percentual nesta terça-feira, em resposta à desaceleração da inflação e frente à elevada pressão política por uma política monetária mais branda antes das eleições parlamentares de junho.

A ação foi tomada após o presidente Tayyip Erdogan ter alertado na semana passada que pode convocar autoridades do banco central se o banco não atender seus repetidos pedidos de juros mais baixos para sustentar o crescimento.

O banco cortou sua taxa de operações compromissadas de uma semana para 7,75 por cento, mantendo a taxa de empréstimo overnight em 11,25 por cento.

Dos 20 economistas consultados pela Reuters, 11 esperavam corte na principal taxa, com oito projetando redução de 0,25 ponto percentual e três de 0,5 ponto.

A batalha do banco central contra a inflação, mesmo com a economia da Turquia desacelerando e os conflitos contra países vizinhos, tem sido favorecida pela recente queda dos preços globais do petróleo e das commodities.

A decisão foi tomada após a inflação anual ao consumidor do país cair a 8,17 por cento em dezembro, frente a 9,15 por cento um mês antes.