Mercados asiáticos avançam por expectativa de estímulo do BCE, mas índice japonês recua

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015 07:51 BRST
 

Por Hideyuki Sano

TÓQUIO (Reuters) - As ações asiáticas atingiram máxima de seis semanas nesta quarta-feira com os investidores contando com medidas de estímulo do Banco Central Europeu (BCE), enquanto o iene saltou depois que o banco central do Japão deixou a política monetária inalterada.

Às 7h46 (horário de Brasília) o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 1,44 por cento, com as bolsas da Índia e da Nova Zelândia atingindo máximas recordes.

O índice japonês Nikkei contrariou a tendência e recuou 0,49 por cento, com o iene avançando sobre o dólar após o banco central japonês optar por não ampliar seu estímulo.

Embora a decisão tenha sido amplamente esperada, alguns apostavam em uma surpresa já que a meta de inflação para o próximo ano parece cada vez mais ilusória.

No geral, as ações globais têm sido sustentadas nas últimas sessões pela crescente convicção de investidores de que o BCE adotará um programa de "quantitative easing" em sua reunião na quinta-feira.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,49 por cento, a 17.280 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,68 por cento, a 24.352 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSE ganhou 4,74 por cento, a 3.323 pontos.   Continuação...