Zona do euro inicia 2015 melhor do que o esperado, mostra PMI

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015 07:40 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A economia da zona do euro começou 2015 com desempenho melhor do que o esperado, mas as empresas foram forçadas a reduzir os preços, mostrou pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta sexta-feira, um dia depois de o Banco Central Europeu (BCE) anunciar um plano de impressão de dinheiro em uma tentativa de elevar a inflação.

As empresas no continente têm cortado os preços no ritmo mais rápido em quase cinco anos neste mês, em uma tendência que sustenta a decisão do BCE na quinta-feira de adotar um programa de "quantitative easing".

O PMI Composto preliminar da zona do euro, com base em pesquisas junto a milhares de empresas e considerado um bom indicador de crescimento, atingiu máxima de cinco meses de 52,2 em janeiro contra 51,4 em dezembro.

Isso ficou acima da expectativa em pesquisa da Reuters de alta para 51,8 e marcou o 19º mês acima do nível de 50 que separa crescimento de contração.

Rob Donson, economista sênior do Markit, que realiza a pesquisa, disse que o PMI aponta para um crescimento no primeiro trimestre de 0,2 por cento, ligeiramente pior do que o 0,3 por cento previsto em pesquisa da Reuters na semana passada.

O PMI de serviços avançou para 52,3 em janeiro contra 51,6, superando a previsão de 52,0, enquanto o de indústria subiu como esperado para 51,0, ante 50,6.

(Por Jonathan Cable)