Importação de açúcar pela China recua quase um quarto em 2014

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015 12:44 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - As importações chinesas de açúcar caíram 23 por cento em 2014, para 3,49 milhões de toneladas, mostraram dados oficiais da alfândega nesta sexta-feira, depois de uma queda nos preços no mercado do segundo consumidor mundial do adoçante impulsionar a demanda pelo produto local.

A China foi o maior importador de açúcar do mundo em 2013, depois de uma queda acentuada dos preços globais impulsionar compras no exterior do produto mais barato.

As importações caíram no ano passado com os preços domésticos perdendo quase 20 por cento do seu valor até o terceiro trimestre, pressionados por enormes estoques comerciais.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos prevê que a Indonésia seja o maior importador mundial da commodity em 2014/15.

Fontes comerciais esperam que as importações chinesas em 2015 atinjam cerca de 3,3 milhões de toneladas.

A China permite que 1,94 milhão de toneladas de açúcar importado entre no país a cada ano a uma taxa de 15 por cento, como parte de seus compromissos com a Organização Mundial do Comércio.

As refinarias de açúcar chinesas concordaram em limitar as importações de adoçante extra cota em 1,9 milhões de toneladas neste ano, de acordo com fontes comerciais.

O Brasil, maior exportador mundial da commodity, foi o principal fornecedor de açúcar para a China em 2014, com desembarques de 2,1 milhões de toneladas.

(Reportagem de Dominique Patton)