Mercados fecham sem direção comum uma vez que Grécia deve rejeitar austeridade

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 07:35 BRST
 

Por Hideyuki Sano

TÓQUIO (Reuters) - As ações asiáticas fecharam sem direção comum nesta segunda-feira depois que o partido grego Syriza prometeu voltar atrás com as medidas de austeridade depois de garantir a vitória em eleição parlamentar, colocando Atenas em rota de colisão com credores internacionais.

Em meio às crescente preocupações de que os resultados da eleição grega poderia levar a renovadas instabilidades na Europa, o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,11 por cento às 7h33 (horário de Brasília).

O índice japonês Nikkei fechou com queda de 0,25 por cento.

O líder do Syriza, Alexis Tsipras, deve formar o primeiro governo da zona do euro abertamente contra as condições de resgate impostas pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) durante a crise econômica.

Renegociar com outros governos da zona do euro pode até mesmo levantar o risco de a Grécia enventualmente deixar a união monetária, embora a maioria dos players do mercado espere que Tsipras se comprometa a evitar a saída grega.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,25 por cento, a 17.468 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,24 por cento, a 24.909 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSE ganhou 0,96 por cento, a 3.383 pontos.   Continuação...