Dona da Galeries Lafayette eleva fatia no Carrefour para 9,5%

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 08:49 BRST
 

PARIS (Reuters) - A família Moulin, proprietária da loja francesa de departamento Galeries Lafayette, elevou sua participação na rede de supermercados Carrefour para 9,5 por cento, segundo divulgou o jornal Les Echos no domingo.

A família Moulin anunciou em abril do ano passado que tinha adquirido 6,1 por cento do Carrefour, em uma transação de cerca de 1,28 bilhão de euros que fez com que se tornasse a segunda maior acionista da rede de supermercados depois de um consórcio formado pelo Groupe Arnault e o grupo de private equity Colony Capital.

O presidente do Conselho de Administração da Galeries Lafayette, Philippe Houze, disse em uma entrevista que será publicada na edição desta segunda-feira do Les Echos que a holding familiar não pretende aumentar sua participação novamente, mas que solicitará dois assentos no Conselho do Carrefour na próxima assembleia de acionistas da varejista.

"Temos investido progressivamente no capital do Carrefour, no qual possuímos hoje 9,5 por cento, e somos o segundo maior acionista", disse ele.

"Temos muita fé no potencial do Carrefour para se recuperar e na estratégia implementada por Georges Plassat, por quem tenho grande estima", disse ele, referindo-se ao presidente-executivo do Carrefour, que reestruturou as principais atividades europeias da empresa.

Uma porta-voz do Carrefour disse que não poderia comentar o assunto imediatamente.

Em dezembro, Plassat afirmou em teleconferência que o empresário brasileiro Abilio Diniz possuía cerca de 2,4 por cento do Carrefour. À parte desse investimento, Diniz adquiriu 10 por cento da subsidiária Carrefour Brasil por 1,8 bilhão de reais.

(Por Gus Trompiz)

 
Loja do Carrefour em São Paulo. 24/12/2013  REUTERS/Paulo Whitaker