Lagarde, do FMI, descarta tratamento especial à Grécia

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 09:59 BRST
 

PARIS (Reuters) - A Grécia tem que respeitar as regras da zona do euro e não pode exigir tratamento especial para sua dívida na esteira da vitória do partido contrário à austeridade Syriza, afirmou em entrevista a um jornal a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde.

"Existem regras internas na zona do euro a serem respeitadas", disse Lagarde ao Le Monde. "Não podemos fazer categorias especiais para tal ou tal país."

Lagarde acrescentou que a Grécia ainda precisa realizar reformas importantes, como arrecadação de impostos e redução de atrasos judiciais.

"Não é uma questão de medidas de austeridade, essas são reformas profundas que restam ser feitas", disse ela.

(Reportagem de Alexandria Sage e Leigh Thomas)