Chefe do Eurogrupo diz que há pouco apoio para perdão da dívida grega

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 10:50 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - Existe pouco apoio na zona do euro para qualquer perdão das dívidas da Grécia, afirmou nesta segunda-feira o presidente do Eurogrupo de ministros das Finanças da zona do euro, Jeroen Dijsselbloem.

"O mais importante é que se você continua na zona do euro, obedece às regras que temos. Isso é verdade para todos os países", disse Dijsselbloem a repórteres ao chegar a Bruxelas para encontro de ministros das Finanças da zona do euro.

"Já houve muito alívio da dívida. Nos próximos anos os juros para a Grécia serão muito baixos. Eles receberam muito tempo para pagar os empréstimos, então a questão é se mais tem que ser feito lá. Há muito pouco apoio para um perdão na Europa", completou.

Ministros das Finanças da zona do euro devem sinalizar que podem prorrogar o atual resgate para Atenas para dar ao novo governo tempo para negociar a política econômica com credores internacionais e conversar sobre mais tempo para pagar o que a Grécia lhes deve.

(Reportagem de Robert-Jan Bartunek e Robin Emmott)