BC turco sinaliza reunião antecipada e possível corte de juros

terça-feira, 27 de janeiro de 2015 11:11 BRST
 

Por Orhan Coskun

ANCARA (Reuters) - O banco central da Turquia pode realizar uma reunião de política monetária antecipada na próxima semana e discutir um corte da taxa de juros se a inflação continuar a desacelerar com força, afirmou nesta terça-feira o presidente da instituição, Erdem Basci.

Basci, que está sob pressão do governo para baixar os juros antes da eleição parlamentar em junho, afirmou que o banco central pode agir já em 4 de fevereiro se os dados que serão divulgados no dia anterior mostrarem que a inflação em janeiro desacelerou mais de 1 ponto percentual.

A lira enfraqueceu-se contra o dólar devido às declarações, revertendo ganhos anteriores após o banco central reduzir a projeção de inflação neste ano a 5,5 por cento, ante 6,1 por cento anteriormente.

"Podemos realizar uma reunião para tomar uma decisão rápida", disse Basci em entrevista coletiva para anunciar o relatório de inflação trimestral do banco.

"Se a inflação de janeiro cair mais de 1 ponto (percentual) e o núcleo (da inflação) for bom, podemos até mesmo fazer uma avaliação no dia 4 de fevereiro". A próxima reunião do comitê de política monetária está marcada para 24 de fevereiro.

O banco central turco reduziu sua principal taxa de juros na semana passada para 7,75 por cento em resposta à desaceleração da inflação, mas manteve outras taxas.

A expectativa é que a desaceleração da inflação ganhe força a partir deste mês, aproximando-se da meta de 5 por cento em meados do ano, completou ele.

Em dezembro, os preços ao consumidor no país chegaram a uma alta anual de 8,17 por cento e a expectativa é que encerrem este ano com avanço de 6,82 por cento.

(Reportagem adicional de Humeyra Pamuk, Ece Toksabay e Dasha Afanasieva)