EXCLUSIVO-China planeja determinar meta de crescimento em 2015 "em torno de 7%", dizem fontes

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 08:56 BRST
 

Por Kevin Yao

PEQUIM (Reuters) - A China planeja cortar sua meta de crescimento para cerca de 7 por cento em 2015, objetivo mais baixo em 11 anos, disseram fontes, no momento em que autoridades tentam gerenciar a desaceleração do crescimento e a criação de empregos, buscando reformas para tornar a economia mais direcionada pela forças do mercado.

A meta de crescimento, que deve ser anunciada pelo primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, na sessão anual do Parlamento em março, foi endossada pelos principais líderes do partido na Conferência Econômica Central, realizada a portas fechadas em dezembro, disseram à Reuters várias pessoas com conhecimento do resultado.

A meta, que está em linha com as expectativas do mercado, não havia sido relatada anteriormente.

"A meta de crescimento econômico deste ano será de cerca de 7 por cento, mas os 7 por cento devem ser o final", disse uma das fontes, um influente economista que aconselha o governo.

"O governo terá que equilibrar crescimento econômico, emprego e reformas estruturais neste ano", disse o economista, que pediu anonimato.

O uso de "cerca de" para classificar a estimativa de crescimento repete a terminologia usada no ano passado por autoridades para mostrar que elas não estão concentradas em uma meta fixa.

Embora a meta tenha sido endossada em dezembro, ainda é possível que seja ajustada antes da reunião do Parlamento.

O Escritório de Informação do Conselho de Estado, braço de relações públicas do governo, não comentou a projeção de expansão quando procurado pela Reuters.   Continuação...

 
Premiê chinês, Li Keqiang, em foto de arquivo. 08/11/2014 REUTERS/Petar Kujundzic