January 28, 2015 / 10:59 PM / 2 years ago

Wall Street fecha em forte queda após comentários do Fed e baixa no petróleo

3 Min, DE LEITURA

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em forte queda nesta quarta-feira, após o Federal Reserve dizer que a economia do país está crescendo num ritmo sólido, sinalizando que permanece no rumo de aumentar a taxa de juros mais para frente neste ano.

O índice Dow Jones caiu 1,13 por cento, a 17.191 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 1,35 por cento, a 2.002 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq caiu 0,93 por cento, a 4.637 pontos.

Concluindo a primeira reunião de definição de política monetária do ano, o Fed informou que seria "paciente" em relação ao aumento dos juros, com a autoridade monetária minimizando as manobras urgentes feitas por outros bancos centrais neste mês para impulsionar suas economias enfraquecidas.

O dólar se fortaleceu mais após o comunicado do Fed, renovando as pressões sobre o preço do petróleo, que atingiu a mínima da sessão e caiu para o menor patamar desde o início de 2009. Isto ajudou a derrubar ainda mais as ações de energia.

Embora muitos participantes do mercado tenham dito que não ficaram surpresos com os comentários do Fed, o diretor de investimentos da Wedbush Equity Management, Stephen Massocca, disse que a linguagem do banco central norte-americano pareceu um pouco mais forte em apoio a um aumento da taxa.

"Foi mais duro do que as pessoas pensavam. Mas você está contando os grãos de areia que vêm através da ampulheta, então eu não acho que você vai ver isso ressoar por muito mais tempo do que o que temos visto na última hora, aproximadamente", disse Massocca.

"Eu não acho que alguém vai exagerar aqui, mas foi uma surpresa para mim", disse ele.

Os preços dos títulos subiram após o comunicado, o que pode também ter colocado um pouco de pressão sobre as ações.

O setor de energia do S&P 500 terminou em queda de 3,9 por cento, seguindo a queda do preço do petróleo nos EUA, de mais de 4 por cento, para 44,31 dólares o barril. O Barclays e o Goldman Sachs divulgaram notas pessimistas para o petróleo no início do dia.

"A declaração de hoje torna evidente que eles estão menos convencidos de que o núcleo pode ficar isolado da queda dos preços do petróleo", disse o estrategista-chefe do Wells Fargo Funds Management Brian Jacobsen. "Agora, setembro é quando eu acho que o Fed vai aumentar os juros."

O mercado havia sido impulsionado antes do anúncio do Fed por resultados de empresas, incluindo a Apple e a Boeing.

Uma alta de 5,7 por cento das ações da Apple limitou as perdas no Nasdaq Composite. A Apple superou as expectativas de Wall Street com recorde de vendas de iPhones de tela grande na temporada de compras natalinas, o que ajudou a empresa a registrar o maior lucro trimestral da história corporativa.

Reportagem adicional de Ryan Vlastelica, Rodrigo Campos, Chuck Mikolajczak e Richard Leong

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below