Lucro da Ford supera estimativas, mas empresa vê cenário pior na Europa

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015 14:11 BRST
 

DETROIT (Reuters) - A Ford Motor disse nesta quinta-feira que iria continuar contando com a América do Norte para seu lucro neste ano, após a segunda maior montadora dos Estados Unidos ter sinalizado que as perdas na Europa seriam maiores que o previsto anteriormente.

A Ford tinha inicialmente estimado prejuízo na Europa de cerca de 250 milhões de dólares em 2015. Nesta quinta-feira, no entanto, a montadora afirmou que o prejuízo na região seria menor que o patamar de 1 bilhão de dólares registrado em 2014, mas maior que o pensado anteriormente.

"Estamos vendo um impacto muito maior da Rússia", disse o vice-presidente financeiro da companhia, Bob Shanks.

O lucro da empresa superou as expectativas de Wall Street, mas caiu em relação ao ano anterior, principalmente devido a encargos com mudança contábil previamente anunciada para suas operações na Venezuela. A Ford também manteve sua previsão de lucro antes de impostos entre 8,5 bilhões e 9,5 bilhões de dólares em 2015.

Shanks disse que a introdução da mais recente versão da picape F-150 da Ford estava indo "extremamente bem" na América do Norte, onde o lucro antes de impostos de 2014 de 6,9 bilhões de dólares foi maior que o lucro global de 6,3 bilhões de dólares. A picape é a principal força por trás do lucro da Ford.

No quarto trimestre, o lucro antes de impostos da Ford caiu na América do Norte e na Ásia.

O lucro líquido foi de 52 milhões de dólares, ou 0,01 dólar por ação, ante 3,07 bilhões de dólares um ano antes, quando os resultados foram impulsionados por uma contribuição tributária não recorrente de 2,1 bilhões de dólares.

Excluindo itens especiais, o lucro foi de 0,26 dólar por ação, 3 centavos acima das expectativas dos analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita de 35,9 bilhões de dólares superou as estimativas dos analistas de 34,54 bilhões de dólares.

(Por Bernie Woodall e Ben Klayman)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 5644-7728)) REUTERS MA LB