Alemanha rejeita baixa por dívida da Grécia, diz jornal

sábado, 31 de janeiro de 2015 09:35 BRST
 

BERLIM (Reuters) - A chanceler alemã Angela Merkel e seu ministro de finanças descartaram um desconto para a dívida para a Grécia, rejeitando a demanda do novo governo grego de amortizar parte de seus 320 bilhões de euros de dívida.

"Já houve uma renúncia voluntária por parte dos credores privados; a Grécia foi isenta de bilhões pelos bancos. Não vejo um novo corte da dívida", disse Merkel ao diário alemão Die Welt, em entrevista publicada na sua edição de sábado.

O novo governo de esquerda da Grécia abriu conversações sobre um resgate com parceiros europeus na sexta-feira por se recusar a estender o programa ou cooperar com inspetores internacionais.

O encontro marcou a tentativa de Atenas de persuadir seus credores a aliviar os rígidos termos do resgate.

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble disse ao Die Welt: "Se eu fosse um político grego responsável, eu não levaria nenhum debate sobre um corte de dívida."

(Reportagem de Paul Carrel)