Sindicato emite aviso de greve a refinarias nos EUA, dizem fontes

sábado, 31 de janeiro de 2015 18:03 BRST
 

Por Erwin Seba

HOUSTON (Reuters) - O sindicato United Steelworkers (USW) emitiu avisos de uma possível greve a várias refinarias dos Estados Unidos na noite de sexta-feira, uma vez que o contrato nacional atual vence no início da madrugada de domingo, fontes familiarizadas com o assunto disseram neste sábado.

A refinaria da Exxon Mobil em Beaumont, Texas, recebeu um aviso de greve na sexta-feira, de acordo com um comunicado de imprensa publicado no site da empresa.

Um porta-voz da Exxon disse que a refinaria de Beaumont foi a única das unidades da empresa a receber um aviso de greve.

Um representante do USW não estava imediatamente disponível para comentar o assunto.

O aviso de greve é uma notificação legal de uma possível greve por um sindicato naquele local. Isso não significa que uma paralisação acontecerá.

"Todos os que têm contratos que vencem em 1º de fevereiro foram instruídos a emitir avisos de greve para as empresas", disse uma das fontes.

O vice-presidente internacional do USW Gary Beevers, que está negociando em nome do sindicato, decidirá em quais refinarias a greve acontecerá depois de o contrato expirar.

Os negociadores do USW e da Royal Dutch Shell, que está liderando as negociações em nome das refinarias dos EUA, estavam reunidos no sábado para tentar chegar a um acordo antes de vencer o contrato nacional atual.

Pelo menos três propostas de contratos foram rejeitadas pelos negociadores do USW desde que as conversas começaram, em janeiro 21. A rejeição mais recente foi na sexta-feira.