ANA determina medidas de redução de vazão em reservatório que abastece RJ

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015 08:42 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Agência Nacional de Águas (ANA) determinou a redução temporária do limite mínimo de vazão à barragem de Santa Cecília, no Rio Paraíba do Sul, que abastece a região metropolitana do Rio de Janeiro, conforme resolução publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União.

Segundo a agência, as medidas de redução de vazão consideram "a importância de se preservar os estoques de água disponíveis no reservatório equivalente da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul, composto pelos reservatórios de Paraibuna, Santa Branca, Jaguari e Funil, face à atual desfavorável situação hidrometeorológica pela qual passa a bacia".

Pela decisão, o limite mínimo em Santa Cecília passa a 140 metros cúbicos por segundo, ante 190 metros cúbicos por segundo anteriormente, até 28 de fevereiro deste ano.

No mesmo despacho, a ANA determinou a redução temporária da descarga mínima a jusante dos reservatórios de Santa Branca, no Rio Paraíba do Sul, e de Jaguari, no Rio Jaguari.

A ANA também resolveu prorrogar até 28 de fevereiro a redução da descarga mínima defluente instantânea dos reservatórios de Sobradinho e Xingó, no rio São Francisco, de 1.300 metros cúbicos por segundo para 1.100 metros cúbicos por segundo, conforme outro despacho publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial.

A agência fez referência à importância dos reservatórios para a produção de energia no Sistema Nordeste e afirmou que a Chesf, da Eletrobras, deverá dar publicidade das informações técnicas aos usuários da bacia e ao respectivo Comitê de Bacia durante o período de vazões defluentes mínimas reduzidas.

(Por Marcela Ayres)