Australiana BC Iron deixará projeto no Brasil por queda do minério

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015 09:44 BRST
 

SIDNEY (Reuters) - A australiana BC Iron está deixando uma joint venture no Brasil, cuja meta era expandir suas operações internacionais de mineração, devido ao declínio nos preços do minério de ferro, disse nesta segunda-feira a sua sócia, a Cleveland Mining.

Com a queda do preço do minério pela metade em relação a um ano atrás, a BC Iron e outras mineradoras conseguiram se manter rentáveis por conta do dólar australiano mais fraco, taxas de frete baratas e custos baixos associados à queda do preço do petróleo.

"À luz das condições do mercado, a BC Iron indicou sua intenção de se retirar da aliança igualitária entre as companhias para os projetos de exploração de minério Bahia e Minas Novas, no Brasil", disse a Cleveland, em comunicado.

A BC Iron não estava disponível imediatamente para comentar.

Para combater a queda dos preços do minério, a BC Iron cortou dezenas de postos de trabalho em dezembro em sua mina Nullagine, na Austrália, operada por uma joint venture com a Fortescue Metals.

A BC Iron vendeu 1,2 milhão de toneladas de minério a um preço médio de 60 dólares a tonelada no último trimestre. Ela está mirando custos totais entre 54 dólares australianos (42 dólares) e 61 dólares australianos (48 dólares) por tonelada para o ano fiscal 2014/2015.

O minério de ferro perdeu mais de 10 por cento de seu valor em janeiro, ampliando um declínio de 47 por cento em 2014.

(Por James Regan)