Telefónica não planeja aumento de capital além do que financiará compra da GVT

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015 07:22 BRST
 

MADRI (Reuters) - O grupo espanhol de telecomunicações Telefónica não tem planos de realizar um grande aumento de capital para além do aumento de 3,4 bilhões de euros (4 bilhões de dólares) anunciado no ano passado para financiar a aquisição da GVT no Brasil, afirmou o vice-presidente financeiro da companhia, Angel Vila, à Reuters.

Em entrevista por telefone, Vila afirmou que notícias na mídia sobre um aumento de capital de até 5 bilhões de euros são "totalmente infundadas".

"O que nós anunciamos quando fizemos a operação com a GVT foi que a transação seria financiada... com um aumento de capital de 3,4 bilhões de euros na Telefónica", disse Vila.

"Agora, depois do negócio com a O2, se fosse acrescentar alguma coisa, diria que isso seria o máximo", afirmou.

A Telefónica fechou um acordo em janeiro com a Hutchison Whampoa para vender sua unidade móvel britânica O2 por até 10,25 bilhões de libras (15,4 bilhões de dólares).

O aumento de capital necessário para financiar a aquisição da GVT não deve ocorrer antes de março, uma vez que autoridades reguladoras do Brasil ainda têm que dar aprovação final à aquisição da GVT.

(Por Julien Toyer)