Otimismo com Grécia eleva índice acionário europeu em direção a pico em 7 anos

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015 15:23 BRST
 

Por Atul Prakash

LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou perto da máxima em sete anos nesta terça-feira, puxado por papéis de bancos gregos, diante de esperanças de que o impasse em torno da dívida do país pode ser resolvido após o novo governo dar um passo para trás em seus pedidos por um perdão parcial do passivo.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, subiu 0,75 por cento, a 1.478 pontos.

Atenas propôs como solução ao impasse com seus credores a troca da dívida por títulos indexados ao crescimento. As propostas contrastam com as estridentes promessas do governo na semana passada de abandonar as árduas condições de austeridade impostas sob o atual programa de resgate.

O índice de Atenas ATG saltou 11,3 por cento, maior ganho percentual diário desde agosto de 2011, com o índice bancário do país disparando 18 por cento. As ações do National Bank of Greece, Alpha Bank e Eurobank subiram entre 13,9 e 20,8 por cento.

"Bancos gregos têm imenso potencial para se recuperarem porque se houver um acordo sobre a dívida e os bancos gregos receberem alguma ajuda, poderão reforçar seus balanços e continuar negociando", disse o gestor de ações globais do BCS Asset Management, Edmund Shing.

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, que foi a Londres para assegurar investidores privados de que não está buscando um embate com Bruxelas sobre um novo acordo acerca da dívida, afirmou que o novo governo de esquerda não vai impor perdas aos títulos detidos por agentes privados, disse uma fonte à Reuters.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,32 por cento, a 6.871 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,58 por cento, a 10.890 pontos.   Continuação...