Petrobras salta 14% com expectativa de mudança no comando e Bovespa sobe 2,7%

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015 17:10 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou em alta nesta terça-feira pelo segundo pregão consecutivo, guiada pelo forte avanço de Petrobras após notícia sobre possível mudança no comando da estatal e repercussão positiva do resultado trimestral acima do esperado do Itaú Unibanco.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa subiu 2,7 por cento, a 48.939 pontos. Na máxima, chegou a 48.992 pontos, em alta de 2,8 por cento. O volume financeiro da sessão somava 6,7 bilhões de reais.

O site do jornal Folha de S.Paulo informou no fim da manhã, sem citar fontes, que a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, foi informada pelo Palácio do Planalto que será substituída no cargo, fazendo os papéis da estatal aceleraram a alta verificada desde a abertura.

Nem a negativa da Secretaria de Imprensa do Planalto para a notícia tirou ímpeto das ações, que terminaram com altas de dois dígitos, a despeito de novo corte do rating da estatal, desta vez pela Fitch.

No fim do pregão surgiu a informação de que Graça Foster estava reunida com presidente Dilma Rousseff em Brasília, nesta terça-feira.

As preferenciais do Itaú Unibanco, com expressiva participação na composição do Ibovespa, avançaram 2,76 por cento, após o banco superar previsões de lucro no quarto trimestre, reflexo de nova queda da inadimplência, maiores margens com crédito e aumento das receitas com serviços.

(Por Paula Arend Laier)