Proposta de troca de dívida da Grécia tem recepção cética na zona do euro

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015 18:35 BRST
 

Por Jan Strupczewski e Steve Scherer

BRUXELAS/ROMA (Reuters) - Os planos da Grécia para trocar a dívida do governo por títulos com pagamentos de juros atrelados ao crescimento econômico tiveram uma recepção cética por autoridades da zona do euro nesta terça-feira, enquanto o novo primeiro-ministro Alexis Tsipras busca apoio para suas propostas na Europa.

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, defendeu na segunda-feira a ideia de que os títulos gregos detidos pelo Banco Central Europeu (BCE) e parte da dívida com os governos da zona do euro - 53 bilhões de euros em empréstimos bilaterais - poderiam ser trocados por títulos atrelados ao crescimento ou bônus perpétuos.

Autoridades da zona do euro que negociam ajuda financeira para a Grécia deram uma recepção fria à ideia de troca da dívida.

"Precisamos de mais detalhes. Mas as primeiras reações são bastante céticas", disse um representante da zona do euro. "Há uma preocupação de que é apenas um novo truque para fazer um corte na dívida."

Tsipras e Varoufakis têm viajado por capitais europeias em uma ofensiva de diplomática desde a vitória eleitoral no mês passado.

Em Roma, o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, disse que queria ajudar a Grécia, mas isso não significa que ele sempre estaria de acordo com novo governo de Tsipras.

"Queremos dar uma mão à Grécia, o que não significa que sempre diremos que está certo", disse Renzi após reunião Tsipras.

Tsipras procurou garantir aos parceiros internacionais que Atenas não queria criar divisões na Europa com o seu apelo por um novo acordo de dívida e disse que estava aberto a ouvir propostas alternativas.   Continuação...