Cargueiro KC-390 da Embraer completa primeiro voo

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015 18:37 BRST
 

Por Brad Haynes

SÃO PAULO (Reuters) - O avião cargueiro KC-390, da Embraer, completou nesta terça-feira seu primeiro voo e a fabricante informou que espera para os próximos meses uma solução para pagamentos atrasados do governo brasileiro, afirmou o presidente-executivo da divisão de Defesa e Segurança da companhia, Jackson Schneider.

O Ministério da Defesa investiu pesado no programa do KC-390, cobrindo 2 bilhões de dólares em custos de desenvolvimento e assinando no ano passado uma encomenda de 28 unidades do cargueiro avaliadas em 7,2 bilhões de reais.

Mas um orçamento federal mais restrito fez o ministério adiar pagamentos de alguns projetos do ano passado para 2015, o que fez a Embraer divulgar no mês passado que terminou 2014 com fluxo de caixa negativo em cerca de 400 milhões de dólares.

"Temos expectativas disso ser resolvido nos primeiros meses do ano, principalmente em relacao ao projeto KC, mas isso não afetou o cronograma do projeto", disse Schneider.

Ele acrescentou que o primeiro voo do cargueiro, o maior avião já produzido na América Latina, foi "excelente" e durou cerca de 1 hora e meia.

A realização do primeiro voo do avião deve ajudar nas negociações da Embraer com alguns dos mais de 30 países que enviaram representantes em outubro para assistir à apresentação do primeiro protótipo do KC-390, disse Schneider.

Argentina, Colômbia, Chile, Portugal e República Tcheca expressaram em conjunto interesse por 32 unidades do novo cargueiro.

Ao longo dos próximos 15 anos, a Embraer vê um mercado no segmento do KC-390 para mais de 700 aviões avaliados em mais de 50 bilhões de dólares, conforme vários países avaliam a substituição de versões mais antigas do cargueiro Hercules, da norte-americana Lockheed Martin.

(Por Brad Haynes, edição de Luciana Bruno)