Diretor de Finanças da Petrobras está entre os que renunciaram, diz fonte

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 13:58 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os diretores da Petrobras Almir Barbassa (Finanças), José Carlos Cosenza (Abastecimento), José Miranda Formigli (Exploração e Produção), José Alcides Santoro (Gás e Energia) e José Antônio Figueiredo (Engenharia, Tecnologia e Materiais) apresentaram renúncia de seus cargos, disse nesta quarta-feira uma fonte com conhecimento do assunto à Reuters.

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira que, além da presidente Maria das Graças Foster, cinco diretores apresentaram renúncia em meio a um escândalo de corrupção envolvendo a companhia. No entanto, em comunicado, a empresa não divulgou os cargos dos que apresentaram renúncia.

Devem permanecer nos cargos os diretores de Governança, Risco e Conformidade, João Elek Junior, e Corporativo e de Serviços, José Eduardo Dutra, segundo a fonte.

A Petrobras também informou nesta quarta-feira que seu Conselho de Administração vai se reunir na sexta-feira para eleger uma nova diretoria, diante da renúncia dos executivos.

Procurada, a Petrobras não comentou imediatamente quem seriam os diretores que ficariam ou deixariam seus postos.

Segundo a fonte, João Elek foi nomeado recentemente para o cargo de Governança, recém-criado e considerado chave para a empresa no momento de crise atual, em meio às investigações da Operação Lava Jato, e não sairá.

"Ele chegou agora e não pode ser responsabilizado por nada", afirmou a fonte, que pediu anonimato.

O outro remanescente, José Eduardo Dutra, encontra-se de férias, disse a fonte.

Dutra, a propósito, já foi presidente da Petrobras e do PT, além de ter sido um dos três coordenadores da campanha de Dilma na eleição de 2010.   Continuação...