Bendine tem condições de gerir Petrobras e agir como preciso, diz Berzoini

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015 13:42 BRST
 

(Reuters) - O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, avaliou que o futuro presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, não ficará no comando da estatal por um período curto.

Berzoini, que falou a jornalistas em Belo Horizonte, onde o PT comemora 35 anos de fundação, disse que o atual presidente do Banco do Brasil tem condições de "gerir a Petrobras e tomar todas as providências cabíveis para resolver os problemas".

Os comentários do ministro foram feitos antes da confirmação oficial da escolha de Bendine para o comando da petroleira.

Três fontes do governo disseram à Reuters nesta manhã que Bendine, na presidência do BB desde abril de 2009, substituirá Maria das Graças Foster, que renunciou ao cargo nesta semana.