Premiê grego diz que resgate da UE fracassou e rejeita extensão de programa

domingo, 8 de fevereiro de 2015 16:35 BRST
 

ATENAS (Reuters) - O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, descartou neste domingo o programa de resgate da União Europeia (UE) e do FMI e afirmou que não vai pedir a extensão a líderes da UE.

Tsipras afirmou, no entanto, ser possível negociar um acordo transitório com credores até o fim do mês para a Grécia, até que um novo acordo sobre a dívida seja acertado.

"O resgate fracassou", disse em seu primeiro discurso no Parlamento como premiê. "O novo governo não tem justificativa para pedir uma extensão ... porque não pode pedir uma extensão dos erros", disse.

O atual programa de resgate da Grécia expira no dia 28 de fevereiro e a UE quer que Atenas solicite uma prorrogação, incluindo compromissos de reformas.

A Grécia já descartou essa possibilidade, o que abre caminho para embates nas próximas semanas em uma cúpula da UE e reunião de ministros das Finanças.

O novo governo de esquerda da Grécia quer reverter algumas das reformas para cumprir promessas eleitorais, entrando em confronto com credores que emprestaram a Atenas 240 bilhões de euros e querem que as reformas continuem.

(Reportagem de Renee Maltezou)