Exportações de aço da China saltam em janeiro conforme usinas exploram brechas

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015 14:26 BRST
 

(Reuters) - As exportações de aço da China saltaram em janeiro, indicando que as siderúrgicas chinesas podem ter encontrado novas brechas para explorar depois que o governo cancelou abatimentos fiscais sobre aço acrescido de boro numa tentativa de combater as vendas ao exterior.

Segundo dados alfandegários preliminares da China, as exportações de produtos de aço no mês passado cresceram 52 por cento sobre um ano antes, a 10,29 milhões de toneladas.

No ano passado, as exportações de aço cresceram 50,5 por cento a um recorde de 94 milhões de toneladas. Cerca de 40 por cento dos produtos exportados continham boro.

Com a remoção do abatimento sobre boro neste ano, os mercados globais de aço esperavam algum alívio, embora rumores tenham circulado rapidamente de que exportadores chineses estavam encontrando novas brechas para explorar.

Especialistas observaram que o cancelamento do abatimento não cobriu todos os tipos de aço acrescido de boro, e que ligas contendo outros elementos também não estavam inclusas, dando a produtores uma oportunidade para encontrar alternativas.

Além disso, a Associação de Aço e Ferro da China (Cisa) disse no começo deste mês que espera que as exportações chinesas de aço continuem entre 80 milhões e 90 milhões de toneladas neste ano.

As notícias surgem como um golpe contra siderúrgicas mundiais, que devem impulsionar seus governos a implementar mais medidas protecionistas, especialmente conforme os preços globais do aço definham ao menor nível em cinco anos.

(Por Maytaal Angel)